Banner PagSeguro

Dieta do Enem: veja alimentos que podem ajudar ou atrapalhar na preparação para a prova

Especialistas dão dicas sobre que comer antes e durante o exame; veja também alimentos que devem ser evitados


Considerado o maior vestibular do País, o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) costuma deixar muitos estudantes preocupados dias antes da prova. Na edição de 2021 o exame terá um total de até dez horas e de duração, somando os dois dias de aplicação, o que exige um grande esforço dos candidatos. Mas especialistas afirmam que alguns alimentos podem ajudar na concentração e no desempenho mental dos participantes, inclusive, na memorização dos assuntos estudados. 

Alguns tipos de frutas, hortaliças e também ovos estão entre as recomendações dos nutricionistas para ajudar os estudantes a terem mais disposição nos estudos. Por outro lado, alimentos como frituras, podem prejudicar na concentração do candidato. As informações são do Blog Imaginie.

O QUE COMER ANTES DO ENEM

Em uma lista que inclui chocolates e outros alimentos populares entre os jovens, especialistas selecionaram aqueles que melhor contribuem para a preparação dos estudantes para a prova:

Frutas

Dentre os alimentos mais recomendados estão as frutas ricas em vitamina C. Nutricionistas afirmam que elas ajudam a melhorar a absorção de ferro, responsável pelo transporte de nutrientes e oxigênio no organismo. Além disso, elas ajudam o sistema nervoso a funcionar melhor, pois são ricas em antioxidantes.

Veja algumas frutas com vitamina C:

  • Laranja;
  • Tangerina;
  • Maracujá;
  • Morango;
  • Acerola.

Ainda entre as frutas, a banana merece destaque garantido na dieta dos estudantes. Ela ajuda a reduzir a ansiedade, muito comum na véspera da prova.

Outra fruta que atua diretamente no nosso cérebro é o abacate. Ele é rico em vitaminas B12, B6, E e C, além de selênio, luteína, colina e outros compostos que são essenciais para os neurônios.

Hortaliças de cor verde-escura

Nutricionistas afirmam que nas hortaliças de coloração verde-escura há concentração de várias substâncias importantes para o sistema nervoso.

  • Espinafre

Queridinho dos especialistas devido à sua alta concentração de vitaminas e baixas calorias, o espinafre é uma das recomendações mais frequentes nos consultórios dos nutricionistas. Pesquisas 

Pesquisas apontam que comer espinafre ajuda a proteger o cérebro de danos dos radicais livres e da diminuição da capacidade cognitiva. Ou seja, ele mantém o cérebro saudável por mais tempo.

Essa hortaliça também possui vitamina E, que contribui para o bom funcionamento do cérebro. Ela é uma das mais importantes para aqueles que quiserem melhorar seu desempenho em provas como o Enem.

  • Brócolis

O brócolis é um alimento rico em ácido fólico, que contribui para a manutenção e bom funcionamento do cérebro.

Muitos estudos comprovam que o brócolis é capaz de diminuir o risco de desenvolver doenças degenerativas que prejudicam a memória.

Ele pode ser consumido gratinado com outros vegetais, cozido em saladas, ou ainda misturado à preparação de cremes e sopas.

Alimentos com ômega 3

O ômega 3 é um tipo de gordura boa que auxilia e estimula a comunicação entre os neurônios, melhorando a concentração, a memória e o aprendizado em geral.

Este nutriente pode ser encontrado em peixes como salmão, na sardinha e atum, assim como em sementes de linhaça e chia.

As cápsulas concentradas com este nutriente também são uma boa alternativa. Porém, é recomendável consultar um nutricionista antes de fazer uso de cápsulas, devido à sua alta concentração, o que pode representar uma contraindicação.

Azeite de oliva

O Azeite de Oliva facilita a oxigenação do cérebro, melhorando seu funcionamento.

Além disso, este óleo contém vitamina E, que é especialmente importante para evitar sintomas de demência. O azeite também pode contribuir como importante canalizador de oxigênio para o cérebro.

Ovos

Este alimento versátil que pode ser consumido em preparação para a prova, ajuda na capacidade de memorização e aprendizado, pois são ricos em triptofano e proteína. Os ovos são ainda uma boa fonte de energia para aguentar os dois dias de duração do exame.

Oleaginosas

Este grupo é composto por castanhas de caju e do Pará, amêndoas, amendoim e aveia. Estes alimentos são ricos em ácido glutâmico, que estimulam a função cerebral e atividade mental. Isso contribui principalmente para a cognição e a memória.

Além desse grupo, destacam-se também as nozes. Elas contém ácidos gordurosos que ajudam a melhorar o desempenho mental. Além disso, são fonte de ferro e oxigênio para o cérebro, aumentando a concentração e a habilidade de reter informações.

Cereais integrais

Cereais integrais auxiliam no funcionamento dos neurônios e assim melhoram o raciocínio e o funcionamento geral do cérebro e estímulo mental. Por isso são muitas vezes recomendados para ingestão no período matinal.

Chocolate meio amargo

Os chocólatras vão gostar de saber que o tipo meio amargo deste alimento possui flavonoides, antioxidantes presentes naturalmente no cacau, o que pode ajudar na preparação para a prova. Eles aumentam o fluxo sanguíneo do cérebro e promovem melhora da memória. Além disso, o chocolate pode ajudar a relaxar e diminuir a tensão antes da prova.

O QUE NÃO COMER ANTES DO ENEM

Especialistas em alimentação lembram que, assim como existem alimentos que podem te ajudar a ter um melhor desempenho mental nos estudos, também há aqueles que podem atrapalhar. Neste sentido, o estudante deverá evitar:

Frituras

Por terem um processo digestivo mais exigente, as frituras podem deixar o estudante mais sonolento. Estes alimentos podem ainda diminuir a atenção e a capacidade de raciocínio, além de deixarem sensação de peso no estômago.

Carnes vermelhas e gordurosas

Assim como as frituras, as carnes vermelhas exigem grande energia do sistema digestivo. Por serem ricos em gorduras estes alimentos também podem gerar estado de sonolência por isso devem ser evitados pelos estudantes na véspera do exame.

Energéticos

Erro de muitos estudantes, a ingestão de energéticos antes da prova pode, na verdade, ter um efeito de retardamento das funções cognitivas. Estudos mostram que estas bebidas industrializadas diminuem a concentração e o foco, pois prejudicam a qualidade do sono, o que é essencial para realizar uma boa prova.

O QUE LEVAR PARA COMER NO DIA DA PROVA

O Enem permite que o candidato leve consigo alguns alimentos para consumir durante a prova. Contudo, o edital descreve algumas exceções e é importante que o estudante se mantenha atento sobre o que é permitido levar.

Algumas recomendações de lanches simples são:

  • Frutas fáceis de serem consumidas como maçã, pera e banana;
  • Castanhas;
  • Sanduíche natural;
  • Barras de proteína;
  • Chocolate amargo;
  • Iogurte.

É importante lembrar que todos os alimentos e também a água devem estar em recipientes transparentes e de fácil identificação. O fiscal da prova tem autoridade para confiscar qualquer embalagem estranha ao exame.




Dieta do Enem: veja alimentos que podem ajudar ou atrapalhar na preparação para a prova Dieta do Enem: veja alimentos que podem ajudar ou atrapalhar na preparação para a prova Reviewed by Joe25585 on novembro 17, 2021 Rating: 5

Nenhum comentário

Banner PagSeguro